Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/catarina/web/revistacatarina.com.br/public_html/wp-includes/post-template.php on line 284

WeWork Refugee Initiative

 

A WeWork é a maior rede de espaços de trabalho do mundo, e no mês de junho lançou no Brasil, a sua iniciativa global de apoio à causa dos refugiados. A proposta da WeWork Refugee Initiative,vem sendo desenvolvida pela empresa desde 2017 nos Estados Unidos e Reino Unido, e pretende somar esforços para apoiar refugiados na construção de um futuro melhor por meio de contratações, parcerias e conexões com oportunidades de trabalho dentro e fora da comunidade WeWork.  A iniciativa busca promover a integração de refugiados por meio de contratação direta, campanhas de sensibilização nos prédios da WeWork no país, feiras de emprego e ações focadas no apoio para inserção no mercado – como, por exemplo, workshops para criação de currículo e apresentação pessoal.

“Nós acreditamos que a situação dos refugiados no Brasil e no mundo é um tema que requer atenção e, principalmente, atitude. Há muitas maneiras de ajudar. Com a nossa comunidade, empresas e organizações trabalhando juntas para oferecer informação, suporte e conexões, temos condições de causar um impacto positivo na vida dessas pessoas, ajudando-as a encontrar oportunidades de melhorar de vida e se sentirem acolhidas no nosso país”, explica Camila Weber, Gerente de Comunicação e Relações Institucionais da WeWork no Brasil.

A WeWork desenvolve globalmente um programa de apoio a refugiados, que já resultou na contratação de 150 refugiados em dez cidades dos Estados Unidos e Reino Unido (com taxa de retenção de 80%). E partindo desse resultado, a empresa decidiu expandir a ação para a América Latina, inicialmente no Brasil e na Colômbia. Em cinco anos, a WeWork estima atingir o total de 1500 refugiados inseridos no mercado de trabalho em todo o mundo. Todos os dias, dezenas de venezuelanos têm ingressado no Brasil e Colômbia em busca de uma vida melhor. Aqui no Brasil, essa população já representa o maior fluxo migratório na região amazônica desde a chegada dos haitianos em 2011. Segundo o ACNUR, 1 milhão de venezuelanos deixaram o país entre 2014 e 2017.

O lançamento da iniciativa ocorreu em um evento de sensibilização aberto ao público no dia 28 de junho, às 18h30, na WeWork Faria Lima. A iniciativa tem o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), e convidou os mais de 7 mil membros da comunidade da WeWork no país, além de empresas e organizações externas para se engajarem na causa. O evento de lançamento trouxe em sua programação uma palestra com o refugiado congolês Alphonse Nyembo, o painel sobre o status do fluxo migratório e situação de refugiados no Brasil com Maria Beatriz Noronha, Chefe do Escritório do ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) em São Paulo e Lilian Raud, Gerente de Inclusão e Diversidade da Sodexo, além de estações gastronômicas com comidas típicas preparadas por refugiados da Síria e Venezuela.

Saiba mais sobre a iniciativa da WeWork através do site oficial e onde também é possível realizar doações para o trabalho do ACNUR, Agência da ONU para Refugiados, no Brasil é pautado pelos mesmos princípios e funções que em qualquer outro país: proteger os refugiados e promover soluções duradouras para seus problemas.

 

 

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*