Tempero nordestino na moda brasileira

O Brasil é conhecido pela diversidade étnica e pelo multiculturalismo que colore as regiões. São muitas referências, que falam uma só língua. Toda essa riqueza de detalhes, que vai de Norte ao Sul do país, vira matéria-prima para a moda. Num cenário globalizado, onde as influências vêm de diversas partes do mundo, torna-se cada vez mais importante expor a visão dos criadores brasileiros sobre o universo que os cerca. É esta a ideia do Dragão Fashion Brasil (DFB).

Há 16 anos, a Semana de Moda, que acontece em Fortaleza, no Ceará, funciona como vitrine para talentos do Nordeste. O maior evento de moda autoral do país possui uma programação que une estilistas, estudantes, varejistas e artesãos. Aos convidados, é oferecido um cronograma completo, com palestras, mesas de debates, cursos e desfiles. Além disso, o “Concurso dos novos” mobiliza alunos dos cursos de Estilismo, Moda e Design de todo o País.

Este ano, o macrotema do DFB 2015 é “Mãos à obra, mãos à moda” e tem como objetivo incentivar a criação a partir da apropriação das artesanias pelas mentes inovadoras da moda autoral. Trata-se de um esforço muito pertinente e relevante para o momento atual, de aliar o desejo de modernização com o cultivo consciente de culturas locais. Outra novidade é que, ao invés de uma passarela, os desfiles acontecem numa grande estrutura à beira-mar, no Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza.

Ao todo, serão 32 desfiles, que ocorrem de 7 a 10 de maio. A equipe da Revista Catarina estará em Fortaleza cobrindo o evento e compartilhando os principais destaques da temporada. Confira o line-up completo:
line-up dragão fashion 2015

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*