Selo Portal ECOERA Carbonfree: Uma alternativa para moda, beleza e design

O ECOERA , o primeiro portal de serviços, conteúdo e produtos com atributos sustentáveis do Brasil, juntamente com a Iniciativa Verde, organização ambiental, promovem juntas um novo projeto para a elaboração de inventários ambientais com foco nas indústrias de moda, beleza e design. Para você que não conhece, o selo CarbonFree do Portal ECOERA propõe formas para compensar as emissões dos gases de efeito estufa (GEE) decorrentes de qualquer atividade humana como produtos, serviços, construções ou eventos.

 

“O objetivo do trabalho é utilizar a expertise de dez anos de atuação nos setores de moda, beleza e design, explicando que é possível promover ações reais de sustentabilidade que envolvam toda a cadeia. Por meio do Selo Portal ECOERA CarbonFree queremos ajudar as marcas a promover boas práticas, além de preservar o planeta com o plantio de mudas nativas e a recuperação de florestas”, explica Chiara Gadaleta, fundadora do Portal ECOERA.

 

O cálculo das emissões é feito com base em um questionário elaborado pelo Portal ECOERA e pelaIniciativa Verde, e pode ser respondido pelas empresas interessadas, que dão subsídios para o cálculo da quantidade de mudas que devem ser plantadas para compensação de acordo com o nível de emissões. As revistas Casa Vogue, GQ, Breton e Vicunha já passaram pelo levantamento e receberam o selo.

 

Os principais benefícios do selo Carbon Free são:

  • Combate ao aquecimento global – as árvores absorvem carbono durante o seu crescimento;

  • Conservação da biodiversidade brasileira – a floresta fornece alimento e proteção aos animais;

  • Manutenção de serviços ambientais – conservação de recursos como a água, o solo e o clima;

  • Conscientização da sociedade – sobre a importância da recomposição florestal;

  • Mudança de comportamento no ambiente corporativo – os empresários e os colaboradores são sensibilizados sobre a importância do tema;

  • Geração de renda no campo – os agricultores são remunerados para execução dos projetos;

  • Monitoramento online dos restauros florestais – toda a sociedade pode acompanhar o desenvolvimento das árvores por este site.

 

“Estamos muito empolgados em ver como as empresas de moda, beleza e design têm percebido a importância de restaurar a vegetação nativa, combater as mudanças climáticas e a degradação das florestas.”, comenta Lucas Pereira, diretor da Iniciativa Verde.

Para entender melhor a metodologia, você pode ler o Protocolo Carbon Free: Critérios para recomposição e Protocolo Carbon Free: Um padrão brasileiro para a compensação de emissões de gases de efeito estufa por meio do restauro florestal.

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*