Resumo Paris Fashion Week Verão/2018

Aconteceu entre os dias 26 de setembro à 03 de outubro o Paris Fashion Week, encerrando o calendário de semanas de moda internacionais para o verão 2018. Nomes de peso como Stella McCartney, Miu-Miu, Chanel e Valentino desfilaram nas passarelas parisienses, e nós separamos​ ​tudo​ ​o​ ​que​ ​você​ ​precisa​ ​saber​ ​sobre​ ​essa​ ​edição.

Ombros volumosos foram o destaque de muitas coleções, seja em uma forma mais rígida, ou com tecidos fazendo o efeito bufante. Uma das marcas que apostou nessa tendência foi a Givenchy, que apresentou uma gama de diversas modelagens estruturadas, em praticamente todos os seus modelos. Peças com um ombro só e muito volume de tecido também​ ​ganharam​ ​destaque.

 

 

A modelagem oversized, assim como em praticamente todas as semanas da temporada, marcou presença em Paris. Stella McCartney trouxe suas peças nessa pegada mais despojada e confortável, todas em tons mais vibrantes, e estampas coloridas. Já Valentino, que também apontou oversized como modelagem em alta, trouxe a ​trend em uma coleção de tons mais clássicos como o preto, nude e ​off-white, além de apostar bastante na combinação​ ​de​ ​jaquetas​ ​maiores​ ​com​ ​elementos​ ​mais​ ​delicados​ ​completando​ ​o​ ​look.

 

 

 

Seguindo ainda no quesito oversized, uma peça que está retornando e chamou muita atenção foram os coletes, com esse ar mais despojado. A Miu-Miu apostou tudo nessa proposta, trazendo alguns em couro e alguns outros em estampa xadrez, combinados com peças​ ​em​ ​alfaiataria,​ ​que​ ​foram​ ​o​ ​carro-chefe​ ​da​ ​coleção.

 

O xadrez, inclusive, foi Oficialmente nomeado a estampa da temporada, marcando presença em diversas coleções durante a semana francesa de moda. A Balenciaga foi uma das labels que trouxe a estampa de uma maneira muito forte em suas peças. Em diversas cores, padrões e texturas, a marca encantou a todos que estavam presentes com sua ousadia de mistura​ ​entre​ ​padronagens​ ​e​ ​tons,​ ​criando​ ​peças​ ​unicamente​ ​estilosas.

 

A Miu-Miu também inovou nas suas padronagens desta estação. A label trouxe uma infinidade de estampas, mescladas entre si, criando uma atmosfera diferente e única. Peças com fundo em um xadrez mais “básico” com floral aplicado por cima foi uma das muitas misturas que a marca ousou trazer em sua coleção, e que chamou a atenção de todo o público.

 

Ainda falando em propostas ousadas, Louis Vuitton surpreendeu a plateia francesa mais uma vez. A label trouxe seu verão com uma mescla de peças sports e itens com bordados super trabalhados, fazendo uma mistura inimaginável, porém que deu certo. Com uma pegada totalmente ​comfy​ , todas as modelos atravessaram a passarela em tênis esportivos e​ ​alguns​ ​shorts​ ​estilo​ ​bomber.

 

Chanel também inovou, como sempre, e apresentou acessórios inusitados. Todos os calçados, chapéus e luvas desfilados na coleção eram de uma material totalmente plástico e transparente, fazendo um contraste ousado com seus famosos ​tailleurs. A tendência já tinha sido apresentada no London Fashion Week, quando a Burberry trouxe suas capas plásticas,​ ​para​ ​compor​ ​seus​ ​looks​ ​em​ ​xadrez.

 

Brasil também marcou presença, ganhando homenagem na semana parisiense. Elie Saab se inspirou na Amazônia para seu verão 2018, onde não faltaram cores e estampas características da floresta brasileira. Estampas em verde, vermelho e tons clássicos como preto e branco coloriram a coleção da marca, que está definitivamente apostando em uma mulher​ ​mais​ ​sensual,​ ​sem​ ​deixar​ ​de​ ​lado​ ​a​ ​​ ​delicadeza​ ​de​ ​seus​ ​bordados​ ​característicos.

 

A grande polêmica da temporada aconteceu, sem dúvida, durante o desfile da Balenciaga. A label trouxe para sua passarela uma versão atualizada do sapato crocs, de borracha, dessa vez com uma plataforma. O item foi combinado com as peças mais delicadas da coleção, com tecidos mais fluídos em tons claros, e certamente dividiu opiniões.

 

Enquanto muitos adoraram a volta do sapato tão confortável em uma pegada mais ​fashion​ , tantos outros não ficaram contentes com o retorno dele, que foi sucesso em meados dos anos 2000. Essa discussão só mostra mais uma vez o quão democrática a moda está se tornando,​ ​tendo​ ​espaço​ ​para​ ​peças​ ​e​ ​​trends  ​​para​ ​todos​ ​os​ ​gostos​ ​e​ ​estilos.

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*