Lucas Fonseca – Raio X

 

Responsável pelos cliques do editorial Modern Royalty, publicado na nossa última edição (disponível aqui), o fotógrafo Lucas Fonseca é uma das grandes promessas da indústria da moda brasileira. O paulistano, de apenas 25 anos, é responsável pelas imagens de marcas como Serafina, Reebok, Avon e Calvin Klein. Além de produzir muitas outras campanhas, lookbooks e editoriais para publicações. Confira abaixo uma entrevista exclusiva com Lucas sobre o cenário da fotografia atual, suas inspirações e seus planos.
Revista Catarina: Como você vê o cenário da fotografia brasileira atual?
Lucas Fonseca: Em transição. Vejo a fotografia no Brasil, sobretudo em São Paulo, ganhar cada vez mais espaço, com exposições, novas mídias, maior destaque na imprensa e novos profissionais e também maior interesse do público em geral. Entretanto, algumas revistas fecharam, o que consequentemente diminui a procura e o mercado de trabalho para muitos fotógrafos. Acredito que estamos em um momento de transição para um modelo de mercado diferente.

RC: Qual a importância de elaborar materiais pessoais/colaborativos independentes, em paralelo com trabalhos publicitários?
LF: Sem normas e estereótipos, sem ninguém para decidir o que é certo ou errado. Através de projetos pessoais conseguimos expressar a criatividade e novas ideias, conseguimos colocar toda nossa paixão e amor pelo trabalho na imagem.  Ao mesmo tempo, é um laboratório onde descobrimos nossa identidade visual e experimentamos novas possibilidades técnicas e estéticas.

RC: Acredita que há espaço no mercado atualmente para trabalhos mais conceituais e artísticos? Onde?
LF: Há espaço, mas poderia e deveria haver mais. Hoje temos diversas revistas e sites independentes, novos sempre surgem, entretanto, a falta de recursos dificulta a produção e a viabilidade de certos projetos… Falta incentivo para projetos artísticos/independentes no Brasil.

RC: O que você busca imprimir em seus registros?
LF: Busco registrar o espontâneo, o momento e a beleza através da naturalidade. Gosto de incorporar todos os elementos, luz, locação, modelo, styling e direção.

RC: Qual é o seu ideal de fotografia de moda?
LF: É trabalhar em sintonia com a equipe. Só assim conseguimos que o resultado saia da maneira como queremos.

RC: Quais os trabalhos que ainda pretende realizar?
LF: São muitos, mas um deles é trabalhar com direção de fotografia para cinema.

RC: Quais são suas principais inspirações e referências?
LF: Busco inspiração de diversas formas, principalmente em cinema e viagens. Tenho como referência alguns fotógrafos e diretores como:  Richard Avedon, Steven Meisel, Irving Penn, Helmut Newton, Julia Margaret Cameron, Peter Lindbergh, Bruce Weber, David Sims, Almodovar, Ingmar Bergmann, Lars Von Trier, Hitchcock, entre outros…

RC: Como você descreveria o seu estilo de fotografia?
LF: Poderia descrever como limpo, leve, natural, colorido, espontâneo… Gosto de trabalhar com luz natural, com cor, com movimento.

RC: O que te motiva a continuar fotografando?
LF: As pessoas e o mundo incrível que conheci através da fotografia.

RC: Quais as dicas para fotógrafos que estão começando?
LF: Acho que todos, começando ou não, devem sempre estudar novas referências e buscar inspiração a todo momento.
O começo é um momento de descoberta, temos que acreditar e persistir. Investir em viagens, conhecer novas culturas, novos mercados e fazer assistência para outros fotógrafos também ajudam muito no começo.

 

Errata:
O crédito do editorial “Modern Royalty” na versão impressa está com o crédito equivocado.
A informação correta é:
Foto  Lucas Fonseca (ABAMGT)
Make  Renato Mardonis(ABAMGT)
Hair  Liege Wisnieswski (ABAMGT)
Stylist  Cesar Cortinove
Assistente foto  Mariana Straccialini
Modelo  Nathalia Oliveira (Way)
Retouch  Helena Colliny

 

Por @juliatlidner

 

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*