Heloisa Faria fala sobre o momento sustentável da moda atual

Por Mariana Goulart

Após dezenas de temporadas de consumo acelerado e crescimentos desenfreado de lojas hypadas de fast fashion, finalmente a moda vive um novo momento. Uma renovação de conceitos, em clima sustentável e amigável. De repente, tornou-se necessário ter responsabilidade social e ajudar a natureza trazendo menos dejetos possível ao nosso planeta. Neste clima, surgiu o slow fashion, conceito usado para estampar uma moda atemporal, saliente e duradoura, que preza pela qualidade e conceito.

Não basta ter apenas uma marca, é preciso contar algo, trazer algo positivo. O consumidor faz a demanda e o mercado entende, e cada vez mais, a opção está no consumidor e nas suas convicções. Você escolhe um caminho e encontra todo um lifestyle ao redor disso. Esta é a aposta da moda atualmente.

Contar uma história através de uma roupa é uma das missões da estilista Heloisa Faria. Na sua última coleção, Heloisa se propôs a trazer o seu universo, repleto de elementos lúdicos, para suas criações. Vidrada pelo cineasta David Linch, a estilista assistiu novamente seus filmes preferidos e imergiu em uma atmosfera surreal, como ela mesmo se refere. Heloísa, nesse mesmo período viajou para o Death Valley, na Califórnia, e de lá trouxe ainda mais inspirações. Essa fusão foi o perfil de uma mulher que viaja, uma hora no mundo real, outra em um mundo onírico, referência ao universo de David Linch.

Heloisa faz parte da geração de estilistas que segue seus moods, sem se prender a um tema específico. Na onda do slow fashion, ela aposta do upcicle e renova peças de outras coleções. Neste ano, Heloisa apresentou nas passarelas da Casa de Criadores um mix de estampas único, com prints de algumas de suas coleções antigas em um patchwork com suas estampas de criações atuais. A ideia é que cada cliente tenha uma peça única, com identidade, com uma história.

Com uma coleção totalmente sustentável, Heloisa segue neste rumo com sua marca. Toda concepção das suas peças é pensada neste novo momento, com aviamentos que comprou nas viagens e elementos que podem ser reutilizados.
Muitos estilistas estão levantando esta bandeira e dando vida para peças antes descartadas. A releitura de novas tendências, que usam tecidos e materiais com histórias inseridas, é cada vez mais comum e uma realidade na moda.

Ainda que o fast fashion faça seu papel, trazendo tendências emergentes do dia para a noite a baixo custo, estilistas tradicionais remam contra a maré. Heloisa Faria é uma delas, que frisa pontualmente não comprar em lojas de fast fashion.

“Quando quero roupas barata, vou à brechós. Eu produzo e sei o trabalho que dá pra cortar e todo o processo. A proposta da marca é oferecer uma roupa atemporal, bem feita, bem costurada, que venha até com assistência técnica! Se você usou numa balada e rasgou, pode voltar que a gente arruma!”

Presente no e-commerce The Future, Heloisa Faria é mais um dos talentos nacionais que traz para o seu público uma moda consolidada, embasada em conceitos e qualidade. Confira o vídeo gravado no seu ateliê em São Paulo e no desfile da sua nova coleção na Casa de Criadores 2016. Para adquirir suas peças, entre em www.thefuture.com.br .

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*