Fazendas Urbanas: Life Style Green em grandes metrópoles

Já não é novidade de que as cidades não param de crescer, de acordo com a ONU em 2050, mais de 66% da população global viverá em meios urbanos. Este crescimento, combinado com uma mudança no sistema alimentar e preocupações ambientais, tem aumentado a demanda por alimentos frescos e locais. Atualmente o consumidor tem uma melhor compreensão do ciclo de vida e da sazonalidade dos alimentos; eles buscam ingredientes sempre fresquinhos; suas rotinas mudaram e sua alimentação é cada vez mais saudável, variada e sem agrotóxicos.

Dessa forma muitos acreditam que uma das formas de aproximar o consumidor dessa nova realidade é “tornar a agricultura fresca novamente”, investindo em projetos ornamentados como as fazendas urbanas, que buscam reconectar os moradores da cidade com a agricultura e financiar negócios focados na comunidade, dentro dos grandes centros urbanos.

As empresas sociais estão melhorando a viabilidade econômica da agricultura urbana. Eles usam seu espaço criativamente, geram novos empregos e educam jovens empreendedores, enquanto promovem uma comunidade de ”urbanos” que desejam experimentar comida real. A cadeia de abastecimento urbano também está crescendo, e com a ajuda da internet e das novas tecnologias, está permitindo que as pessoas contribuam para o processo de crescimento remotamente. Com mais alimentos frescos perto de onde vivemos, a agricultura urbana e as comunidades têm uma grande oportunidade para crescimento.

Hoje, um número crescente de projetos urbanos estão aumentando os esforços para criar mais espaços verdes. Consequentemente, “agrihoods” (agrícola bairros) estão se tornando um atraente caminho alternativo à vida urbana que conhecemos. Muitos empreendedores estão aproveitando a demanda crescente de um life style mais “green” e transformando telhados em fazendas urbanas. Para os idealizadores dessa nova forma de cultivo, ”Viver essa experiência a partir da semente é uma excelente maneira de restabelecer a nossa conexão com a natureza”.

Além de cultivar vegetais locais, as fazendas estão encontrando maneiras criativas de monetizar seus modelos de negócios. Com oportunidades para alcance de crescimento da comunidade, atividades de empreendedorismo, utilização de programas de plantio e a utilização e aproveitamento de novas tecnologias a agricultura urbana continuará a evoluir. O futuro da agricultura urbana é brilhante, e nos mostra como é possível tornar nossas vidas mais sustentáveis tomando ações criativas e que agreguem ao invés de separar ou isolar os processos.

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*