Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/catarina/web/revistacatarina.com.br/public_html/wp-includes/post-template.php on line 284

Beleza é sobre inclusão

Os homens são poderosos consumidores de cosméticos, os novos entusiastas estão consumindo maquiagem como nunca antes, muito além do skincare. Apesar das mulheres continuarem a dominar as estatísticas de consumo nos cosméticos, é importante que os varejistas e marcas se conectem e atendam esses novos recrutas no que antes era uma sandbox feminina.

O público masculino vai além dos jovens que estão fazendo sucesso no Instagram com tutoriais elaborados de make, ele é mais complexo, e compõe essa nova base de consumidores. As ramificações desse nicho são muitas, vão desde o consumidor que está apenas usando a maquiagem para uniformizar o tom da pele, cobrir manchas e talvez arrumar suas sobrancelhas, até performistas que usam a maquiagem para se transformar e assumir uma outra identidade. A sexualidade não é mais um fator determinante para que se consuma cosméticos, o melhor cliente de maquiagem é o que está sem maquiagem. Ele é jovem, ele é hetero; ele é gay. Ele está lá fora.

Marcas como a Milk Makeup, relatam que os homens representam 15% (um número que está crescendo rapidamente) da clientela que está comprando o site. Na MAC, os homens representam 7% da base de clientes de cosméticos (com gastos de 3% e visitas de 6% a partir de 2016), e 34% dos membros da PRO Artist são homens, 26% em 2017.

O homem que ama maquiagem está presente na cultura moderna há muito tempo, o cenário musical é um bom exemplo, Mick Jagger usando batom em suas performances, a banda Kiss com seus integrantes completamente maquiados e usando esmaltes. A tendência na beleza masculina se manifestou pela primeira vez na Ásia, em países como a Coréia do Sul, onde a pele impecável é valorizada e fazer um ajuste cirúrgico é tão normal quanto cortar o cabelo. Jovens conscientes da imagem começaram a usar cremes BB e CC, blush, corretivo e rímel. Os K-pop idols sul coreanos, usam a maquiagem clean, para realçar seus traços e cobrir imperfeições, há uma fluidez em termos de auto-expressão que agora é sem gênero, e isso não é um problema.

As mudanças sociais ao longo dos anos que mudaram isso, o público masculino sempre foi obcecado por produtos de cabelo e fragrâncias, mas só agora após várias rupturas comportamentais, eles se sentem à vontade para explorar o que está disponível para eles no mercado de beleza.

Usar maquiagem como uma extensão dos cuidados com a pele, é o futuro da categoria em geral, mas também vemos sinais de que os homens estão mais abertos a experimentos corajosos. Haverá mais e mais maneiras de os homens usarem maquiagem porque, uma revolução de identidade está acontecendo agora. Os homens estão se sentindo realmente livres, então por que não se expressar? Não só temos os termos, temos também as ferramentas.

 

 

Fonte: BoF

 

Fique por dentro de todas as novidades!

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos exclusivos da Revista Catarina.

Seu endereço de e-mail*